Evento busca o fortalecimento e valorização indígena através da arte. Exposição de quadros e venda de artesanato fazem parte da exposição.

A vila balneária de Alter do Chão a 37 km de Santarém, no oeste do Pará vai receber nos dias 9, 10, e 11 de dezembro a "Mutak, 1ª Mostra de Arte Indígena do Tapajós". O evento busca através da arte, culinária e tradições, o fortalecimento e valorização da cultura milenar dos povos indígenas da região do Baixo Tapajós.

1ª Mostra da Arte Indígena do Tapajós


A 1ª Mostra da Arte Indígena do Tapajós busca reafirmar os valores culturais indígenas, proporcionando interação entre jovens, crianças, adultos e anfitriões indígenas e não indígenas. É um momento de vivências e intercâmbio cultural. A Mutak conta com a exposição de quadros, venda de artesanatos, pintura corporal e a presença dos representantes das etnias Munduruku, Borari, Arapiuns, Tupaiu e Apiacá, Munduruku - Cara Preta e Tupinambá.

Os povos indígenas do Tapajós tem sofrido resistência para manter as tradições. A partir dessa delicada situação, duas jovens da etnia Borari resolveram se unir. Como forma de empoderamento surgiu a criação de um projeto voltado para expor as produções de cerâmica indígena e após uma roda de conversa várias pessoas abraçaram a ideia que resultou no evento.

Uma abertura símbólica com alvorada será realziada a partir das 6h com um ritual indígena, música e fogos de artíficio. Durante o dia serão realizadas exposições e a programação da noite contará com apresentações culturais  de música e dança.

Serviço
O que? Mutak, 1ª Mostra de Arte Indígena do Tapajós
Quando? 9, 10 e 11 de dezembro
Onde? Na orla, próximo a Praia do Cajueiro

Topo