Com um convite especial logo nas primeiras palavras da música “Caribe é Alter do Chão”, Dona Onete, diva do carimbó chamegado, convida as pessoas para conhecerem as belezas de Santarém, no oeste do Pará. A composição foi feita há aproximadamente cinco anos quando a artista, em uma de suas visitas ao munícipio, passou por Alter do Chão.

A inspiração para letra é a beleza natural da praia considerada como o caribe brasileiro de água doce. Dona Onete ressaltou que ela apenas fez a letra, mas a gravação foi feita pelo músico santareno Silvan Galvão. “Eu fiz a música e deixei aqui mesmo. Aí ele me pediu e eu dei a música para ele porque é tanta coisa para a minha cabeça, tantas músicas. Essa homenagem eu faço a Santarém, cada vez que eu venho, deixo uma música”.

Dona Onete contou que Santarém faz parte da história dela. “Uma vez eu vim fazer um filme com a Camila Pitanga e fiz uma música para uma das cenas. Eu cantei ‘Chamego de Boto’ e comecei a entrar na história de Santarém. Dizem que é o hino de Alter do Chão”, contou.

Segundo a cantora, ao todo são cinco músicas que falam das belezas naturais do município.

Dona Onete, antes de finalizar a entrevista ao G1 deixou uma mensagem. “Vocês devem preservar todas as belezas dessa cidade, principalmente Alter do Chão porque a praia é uma medalha dos Muiraquitãs, um paraíso”.

História

Com 77 anos, Ionete da Silveira Gama foi professora de história em escolas do Pará. Após se aposentar, a vida dela mudou. O passatempo em cantar carimbó fez dela uma cantora conhecida internacionalmente. No início dos anos 2000 ela foi descoberta pelo grupo Coletivo Rádio Cipó.

Topo