Após trabalhar 17 anos em multinacionais, Juana Galvão afirma querer paz. Atualmente é dona de um restaurante na vila de Alter do Chão.

Quem nunca sonhou com uma carreira estável, um bom salário, cargo importante e outros benefícios que o mundo corporativo oferece? Por outro lado, quem é que nunca pensou em jogar tudo para o alto para morar na praia? Lugar de sol, sinônimo de férias, descanso diversão, paz e tranquilidade? Viver sossegado a poucos metros da água é o sonho de consumo de muitas pessoas.

Juana foi viver em Alter do Chão
Juana Galvão escolheu a praia de Alter do Chão pra morar (Foto: Ana Carolina Maia/G1)


Poucos tem a coragem que a publicitária Juana Galvão de 40 anos teve: abandonar uma promissora carreira internacional, ganhando em dólar como executiva de uma das maiores multinacionais do mundo na área de mineração para realizar o sonho de morar na praia. A vila balneária de Alter do Chão, localizada a 37 km de Santarém, oeste do Pará, é conhecida como uma das praia de água doce mais bonita do mundo segundo o jornal inglês The Guardian. O local foi o paraíso escolhido por Juana, nascida no interior de São Paulo, criada em Belém do Pará e hoje cidadã do mundo.

A publicitária começou cedo a trajetória profissional em grandes corporações, chegando a trabalhar em vários estados do país e alguns municípios paraenses. “Por conta do meu trabalho eu sempre tive que estar me mudando de uma cidade para outra, comecei como estagiária e de lá fui galgando meu espaço nas empresas, visando meu crescimento profissional e eu gosto de conhecer novos lugares e culturas e encarava as mudanças de forma positiva”, afirma.

Os salários atraentes e a vida estável não foram suficientes para Juana desistir do sonho de uma vida sossegada, tranquila e o principal, a qualidade de vida.

A publicitária tem um filho, Theo Galvão, de 17 anos, que esteve ao lado da mãe em todas as viagens e mudanças, fator que pesou bastante na decisão de escolher um lugar em que os dois pudessem relaxar e aproveitar a vida.

"Eu precisava ter uma condição para poder dar uma atenção maior a ele, pensava em coisas pontuais do tipo: o trabalho é perto de casa? Tem escola? Eu tinha que pensar nisso tudo para ser o mais presente possível, coisas básicas como almoçar ou jantar com meu filho, ás vezes era algo impossível de realizar. As minhas escolhas eram feitas não só pensando no lado financeiro”, conta.

A carreira ia bem e Juana havia chegado em um novo patamar. Em julho de 2013, estava trabalhando como gerente de Desenvolvimento Social em uma empresa multinacional no Malauí, país localizado na África. Prestes a encerrar o contrato Juana recebeu uma proposta para trabalhar em Moçambique, também na África.

Um importante detalhe fez com que Juana desistisse do emprego e começasse a amadurecer um projeto pessoal que há tempos estava aguardando a oportunidade certa: “Meu filho não tinha se adaptado ao Malauí e eu achei que não era o momento dele sair do Brasil de novo porque ele já estava no segundo grau e eu declinei a proposta de ir para Moçambique e cumpri o contrato com o Malauí e nesse período comecei a planejar o meu retorno ao Brasil, preferencialmente o Pará”, relata.

Após acumular anos de experiência, muito cansaço e estresse junto às grandes empresas, Juana resolveu que era hora de parar, se reeiventar e começar do zero um novo desafio profissional, foi nesse momento que a publicitária optou por recomeçar a vida em Alter do Chão e abrir o próprio negócio.

De imediato, a família de Juana ficou perplexa com a decisão de abandonar a carreira e ir se mudar para uma praia no interior do Pará, mas depois todos apoiaram a nova jornada. O dinheiro que ganhou ao longo dos anos, ela usou parte para fazer o que mais ama: viajar pelo mundo, além de praticar esportes radicais.

A principal razão de Juana optar por Alter do Chão tem a ver com o apego muito grande que ela tem com a Amazônia, ambientes sensíveis: "Amo estar em contato o tempo inteiro com pessoas diferentes, pessoas interessantes onde a gente se sente abraçado por essa natureza maravilhosa, tem um rio delicioso, uma praia linda, um céu incrível, um pôr do sol maravilhoso, uma calma, uma tranquilidade muito grande", explica.

Juana pretende passar um bom tempo vivendo na vila balneária de Alter do Chão: “Eu não costumo colocar prazo de duração nas coisas e eu quero ficar um bom tempo aqui Sim", enfatiza.

No início desse ano, Juana transformou seu sonho em realidade, abriu um charmoso restaurante na entrada da vila de Alter do Chão, onde ela define como um local que tem a sua cara, espaço ideal pra reunir os amigos, a família comer e beber bem. "Meu restaurante é um pouco da extensão da minha vida, e principalmente quero que seja um lugar acolhedor, onde as pessoas se sintam bem, sejam bem atendidas" destaca. Daqui pra frente, os planos são tocar o restaurante e aproveitar a natureza de Alter do Chão.

Topo